Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Busca

Bugio (Alouatta caraya) -  Daniel de Granville
Tucano - André Seale
 Passeio no Pantanal - André Seale
Vitória régia do Pantanal - Daniel de Granville
Capivara na Fazenda San Francisco - Roberta Coelho
Onça Pintada Rio Negro - Daniel de Granville


Artigos

20/08/2009 - 13h12
Baixar arquivo  Esta matéria possui um arquivo anexado

Espécies de plantas aquáticas no Pantanal

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra

 

O Pantanal Mato-grossense é uma das maiores extensões úmidas contínuas do planeta e está localizado no centro da América do Sul, na bacia hidrográfica do Alto Paraguai.

O Rio Paraguai e seus afluentes percorrem o Pantanal, formando extensas áreas inundadas que servem de abrigo para muitos peixes, animais, como os jacarés, entre outras espécies. O Pantanal foi indicado como um dos quatro centro de diversidade de macrofitas aquáticas do Brasil. Felizmente o estado geral de conservação dos ambientes aquáticos do Pantanal é excelente.

Ainda que seja tão propício para plantas aquáticas, há diversas espécies nos planaltos e em áreas próximas á planície, na bacia do alto Paraguai, mas que não formam encontradas no Pantanal. São pouco coletas, por várias razões além da dificuldade de enfrentar o brejo, pois muitas vezes não estão em flor, sua herborização requer cuidado. As macrófitas aquáticas são vegetais que durante sua evolução retornaram do ambiente terrestre para o aquático.

Em conseqüência apresentam ainda várias características de vegetais terrestres, Com a presença de cutícula, embora fina, e de estômatos na maioria das espécies, não funcionais. Algumas espécies têm grande dispersão geográfica, e algumas não se sabem ao certo a origem. As maiorias das plantas aquáticas começaram a se espalhar pelo mundo quando o homem se tornou móvel, pela navegação, e um dos meios mais antigos deve ter sido como impureza na semente de arroz.

Das espécies presente no Pantanal, a maioria é neotropical, como distribuição nos trópicos e subtrópicos das Américas. Podem colonizar os mais diferentes ambientes, cachoeiras, fontes, termais, lagoas, brejo etc. Apresentam grande capacidade de adaptação e grande amplitude ecológica.

Fonte: Lidianny Aparecida Rocha

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Name:
E-mail:
Código de segurança:
->