Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Busca

Tucano - André Seale
Sobrevoo Rio-Negro - Daniel de Granville
Pantanal - Daniel de Granville
Onça Pintada Rio Negro - Daniel de Granville
Capivara na Fazenda San Francisco - Roberta Coelho
Tamandua Pantanal - Daniel de Granville


Homem Pantaneiro

22/03/2012 - 16h09

Coluna Homem Pantaneiro - Conheça Alexandre Costa Marques - Proprietário da Fazenda Baía Grande

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra

 
Acervo Pessoal
Alexandre Costa Marques - Proprietário da Fazenda Baía Grande
Alexandre Costa Marques - Proprietário da Fazenda Baía Grande
Acervo Pessoal
Alexandre Costa Marques
Alexandre Costa Marques

* Escrita por Ben Oliveira.

 

O Portal Pantanal Ecoturismo realizou uma entrevista com o proprietário da Fazenda Baía Grande Pousada Rural, Alexandre Costa Marques, de 37 anos, para a coluna "Homem Pantaneiro". A fazenda está localizada no Pantanal Sul-Matogrossense, no município de Miranda (MS).

 

Nascido em Aquidauana, além de ser proprietário Alexandre reside na Fazenda Baía Grande. Outras funções exercidas pelo pantaneiro são: Presidente do Comtur-Miranda; Vice-Presidente da Associação Rural do Vale do Rio Miranda / Miranda-MS; e Presidente da Abraturr/MS - Associação de Turismo Rural de MS.

 

Na entrevista Alexandre Marques comentou sobre o turismo no Pantanal, a cultura pantaneira, transformações da região, preservação ambiental, turismo rural e o perfil do visitante. Confira abaixo: 

 

Pantanal Ecoturismo: De onde surgiu a idéia de abrir as portas da Fazenda Baía Grande para o turismo?

Alexandre Costa Marques: Era muito comum a família fazer festa na fazenda e as pessoas que aqui vinham faziam os mesmos passeios que hoje são feitos pelos hóspedes. Todos comentavam que aqui era muito bonito e que eu deveria abrir para o turismo. No ano de 2000 decidimos abrir, foi onde procuramos o Sebrae/MS para saber mais sobre essa atividade. Em julho de 2011 abrimos para receber visitantes.

 

Pantanal Ecoturismo: Qual sua visão sobre a cultura pantaneira?

Alexandre Costa Marques: O turismo é uma das formas de resgatar a cultura local. A cultura pantaneira permanece viva nas fazendas, assim também nos ribeirinhos e nas próprias cidades do Pantanal. Se analisarmos todo o Pantanal e suas diferentes formas culturais, o Pantanal Brasileiro é uma nação de cultura rica e variada.

 

Pantanal Ecoturismo: Com sua vasta experiência sobre a região, cite as transformações que observou ao longo dos anos, positivas e negativas.

Alexandre Costa Marques: O Pantanal Sul também não escapou das mudanças que tem ocorrido por todo o mundo. A maior catástrofe ambiental que o nosso Pantanal Sul vem recebendo é o assoriamento do Rio Taquari.

Outro fato que está mudando a "cara" do Pantanal é o fato de muitas fazendas serem vendidas para pessoas de outros estados e até mesmo de outros países, introduzindo novas formas de pastagens e uma cultura de fora, mesclando e modificando a cultura local.

Desmatamento irregular... O pantaneiro de raíz está entrando para lista de extinção!

Quanto às coisas boas temos algumas: acesso menos difícil aos pontos mais remotos da região em comparação há anos; Maior conforto para as famílias ribeirinhas e pessoas que moram no Pantanal, como por exemplo, a energia elétrica; Várias fazenda estão trabalhando com o turismo, isso gera mais emprego e renda para a população local; Valorização da cultura local, da gastronomia pantaneira e da música e dança da região.

 

Pantanal Ecoturismo: Qual é a relação entre turismo e preservação ambiental?

Alexandre Costa Marques: O turismo na região pantaneira não sobreviveria sem a preservação ambiental. Quando se pratica o turismo de contemplação, de obseravção da vida selvagem, automaticamente você está preservando o local. Visto que se não preservar não há o que mostrar.

 

Pantanal Ecoturismo: Qual o perfil dos visitantes da Fazenda Baía Grande?

Alexandre Costa Marques: Quanto ao perfil de visitantes, o nosso maior público são holandeses, seguidos de alemães, franceses, belgas e ingleses. 95% de todos os hóspedes são estrangeiros, vindo em sua grande maioria do norte da Europa. Buscam por natureza, observação de aves e vivenciar uma experiência na qual em seu país de origem não existe. São casais sem filhos, com faixa etária entre 30-65 anos, viajam pelo Brasil num total de 21 dias e permanecem aqui em média de 03 dias e 02 noites. A observação da vida selvagem, a caminhada, pescaria de piranhas e calvagadas são atividades bastante procuradas pelos turistas.

 

Pantanal Ecoturismo: Como o visitante vivencia o turismo rural no Pantanal da Fazenda Baía Grande?

Alexandre Costa Marques: A região pantaneira é fantástica, por que ao mesmo tempo que se pratica o turismo rural está também praticando o turismo ecológico. Vou citar um exemplo, a lida com o gado junto com os peões da fazenda. É um passeio típicamente de turismo rural, porém no meio do passeio avista-se uma vara de queixadas, tuiuiú, araras azuis, jacarés, capivaras, e com isso o guia vai passando as informações de cada animal. Seu comportamento, sua alimentação, gestação e hábitos, isso é um turismo ecológico. Por isso que aqui é impossível praticar somente o turismo rural, mas dentro dos passeios a cavalgada e a lida com o gado são requisitados.

 

Pantanal Ecoturismo: O Pantanal recebe muitos turistas estrangeiras. Qual é a importância do preparo dos funcionários para o atendimento deste turistas?

Alexandre Costa Marques: É importante capacitar e treinar os funcionários para atender esse público tão exigente. Os nossos funcionários já passaram por alguns treinamentos, como os de monitor ambiental, higiene e manipulação de alimentos, atendimento e recepção dos turistas, camareira e outros. Aqui recebemos muitos hóspedes estrangeiros. Entendemos que o turismo no Pantanal Sul está cada vez mais profissional, não deixando a desejar em questão de atendimento, natureza e infra-estrutura.

 

Pantanal Ecoturismo: Muitas pessoas visitam o Pantanal para entrar em contato com a natureza e observar animais. Como é feita a preservação na Fazenda Baía Grande?

Alexandre Costa Marques: A Fazenda Baía Grande sempre se preocupou com a preservação da natureza. De alguns anos para cá, todos os capões de matas ou box de matas da fazenda já foram cercados, evitando assim que o gado entre. Com isso, esperamos fazer um corredor de fauna e flora dentro da fazenda. Esse corredor corta desde o início da fazenda até o fundo, se encontrando com a reserva legal e com a mata ciliar. Além de várias espécies de árvores nativas que estamos deixando crescer numa área perto da sede da fazenda, fazendo com que num futuro se torne um bosque.

 

Pantanal Ecoturismo: Como você descreveria o Pantanal?

Alexandre Costa Marques: O Pantanal Sul é mágico. "Aqui a gente apaga as luzes e acende as estrelas!".

 

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Name:
E-mail:
Código de segurança:
->