Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Busca

Capivara na Fazenda San Francisco - Roberta Coelho
Onça pintada - Pantanal - Daniel de Granville
 Jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris)- Daniel de Granville
Passeio no Pantanal - Roberta Coelho
Carcara (Caracara plancus) - Challenging your dreams
Tamandua Pantanal - Daniel de Granville


Ecologia

25/10/2010 - 15h35

Conatus 2010 - Parque da Serra da Bodoquena saindo do papel

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra

 

Teve início ontem (24), em Bonito (MS), o primeiro Congresso de Natureza, Turismo e Sustentabilidade - Conatus. Organizado pela Fundação Neotrópica, em parceria com a Universidade Federal do MS e o Instituto Homem Pantaneiro, o evento discute estratégias de conservação aliadas à promoção do ecoturismo.

Boas notícias foram anunciadas logo de início. O presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Rômulo Mello, revelou que a implementação do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, um dos atrativos que pode fortalecer o turismo de natureza na região de Bonito, já está em andamento. Na próxima semana, o conselho consultivo da unidade será implantado e o plano de manejo pode ficar pronto antes da primeira metade de 2011, o que permitirá a visitação do público. Hoje, o Parque da Serra da Bodoquena permanece fechado para visitantes. “Esta é uma área muito importante para a conservação e será implementada”, disse Mello, que arrancou aplausos da plateia.

O Parque da Bodoquena, criado há 10 anos com 74 mil hectates, estava impedido de criar seu conselho consultivo por conta de uma ação judicial movida por produtores rurais. Na verdade uma tentativa adicional a ações anteriores que pediam a anulação do decreto de criação do parque. Entretanto, os esforços contrários à criação e implementação da unidade de conservação foram barrados por julgamentos realizados recentemente.

Mello afirmou ainda que o ICMBio deve propor em breve uma ampliação dos limites do parque, pois muitas das nascentes dos rios que garantes o turismo de Bonito permanecem desprotegidas. Novas áreas protegidas também devem ser propostas na bacia do Alto Paraguai, anunciou o presidente do órgão. “A fragilidade do Pantanal mostra que a região do Alto Paraguai possui um número muito reduzido de unidades de conservação”, pontuou.

O Conatus segue até o dia 27, em Bonito-MS.

Com informações O Eco

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Name:
E-mail:
Código de segurança:
->